Voltar

quinta-feira, 21 de novembro de 2019, 3h24

Notícias IBA

#talentosdacotonicultura Miranda Stout

Fazer parte da mudança na história da cotonicultura paulista é o projeto da Miranda (APPA)

Os projetos apoiados pelo Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) junto à Associação Paulista dos Produtores de Algodão (APPA) têm contribuído para a mudança da história da cotonicultura paulista. E a Miranda Stout, gerente financeira da entidade, sabe muito bem disso e, mais do que nunca, faz parte desse processo. Responsável por gerir os recursos da APPA e pela prestação de contas dos projetos realizados em parceria com o IBA, a gestora falou um pouquinho sobre a sua experiência.

“Por meio dos projetos, a associação vem conseguindo dar aos produtores agilidade nas tomadas de decisões, possibilitando, assim, aumentar a qualidade da produção. Resultados como esse contribuem para mudar a história do algodão no estado paulista”, explica Miranda.

Confira, a seguir, entrevista com Miranda Stout, que fala sobre sua experiência à frente dos projetos da APPA.

1) Como funcionavam essas ações antes do apoio do IBA nos projetos? E como é agora?
R: Antes dos projetos, a situação era bem difícil. A partir do início do apoio do IBA, a realidade da associação passou a ser totalmente diferente. Com os recursos necessários foi formada uma equipe de trabalho, que recebe treinamentos e capacitação, facilitando os trabalhos. Os produtores estão se unindo e comunicando cada vez mais e, com isso, colhem melhores resultados. Há um acompanhamento constante da produção de algodão em todas as regiões de São Paulo, além da realização de consultorias para os produtores e monitoramento de pragas e doenças, com o objetivo de aumentar a produção de algodão no estado. E mais: os funcionários do IBA nos auxiliam e nos direcionam na execução dos projetos, fazendo com que as atividades sejam realizadas e que o produtor e a cadeia de algodão sejam beneficiados com isso.

2) Consegue mensurar como eram a gestão e os resultados dos projetos antes de ser iniciado o trabalho com o apoio do IBA?
R: Na verdade, a mensuração é muito simples: começamos do zero. Logo, o cenário hoje é 100\% diferente.

3) Considera que trabalhar com projetos causou uma mudança na forma de gestão? 
R: Sim, estamos sempre analisando o que funciona e o que podemos alterar ou melhorar no próximo projeto. A diretoria executiva estuda incessantemente novos caminhos e direcionamentos, para que possamos beneficiar ainda mais os produtores de algodão.

Interessado em saber mais sobre todos os projetos tocados pela APPA em parceria com o IBA? Clique aqui.

Veja, ainda, outros relatos dos nossos #talentosdacotonicultura: acesse as entrevistas de Alessandra Chaves (Abapa), Wellington Silva (Amapa) e Marcelo Caires (Ampasul).